Delmasso quer catadores com responsabilidade pela coleta seletiva no DF

0


O parlamentar explicou que somente 30% do material reciclável recolhido pela empresa que presta serviço ao SLU é reaproveitado

Fotos: Rogério Lopes.

O veto do governador a dispositivo da lei nº 6.982/2021, que institui a Política Brasília Lixo Zero, impedindo que as cooperativas de catadores sejam responsáveis pela coleta seletiva no Distrito Federal levou o autor da norma, deputado Delmasso (Republicanos), a apelar aos colegas pela derrubada do veto. Na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta terça-feira (7), o parlamentar argumentou que haverá ganhos educativos e de produtividade caso a determinação seja mantida.

Delmasso explicou que somente 30% do material reciclável recolhido pela empresa que presta serviço ao SLU é reaproveitado. "Em Vancouver (Canadá), onde a coleta seletiva é realizada pelas próprias cooperativas, o aproveitamento chega a 90%", exemplificou.

A lei do Lixo Zero, que pretende minimizar o despejo de materiais recicláveis diretamente no meio ambiente, foi publicada no Diário Oficial do DF no dia 29 de novembro último. "Além de justiça social com os catadores, está comprovado que  a coletiva seletiva é mais efetiva nas mãos dos catadores", afirmou.

Postar um comentário

0Comentários
* Respeite este espaço. Comentários ofensivos, propaganda e spam serão removidos.
Postar um comentário (0)
Neoenergia

#buttons=(Aceitar !) #days=(7)

Este website usa cookies para otimizar o acesso. Saiba Mais
Aceitar !