Santuário do Caraça inaugura empório em parceria com a Prefeitura de Santa Bárbara


A gastronomia mineira é conhecida pela sua variedade, com deliciosas iguarias, como, queijos, pães, biscoitos, doces e geleias.  E para quem busca experiências para o paladar integradas com cultura e conhecimento, o Santuário do Caraça, em parceria com a Prefeitura Municipal de Santa Bárbara, inaugurou um empório no Museu Antoniano (R. Arlindo Ayres, 304 - 328, Santa Bárbara, MG). A loja é uma extensão das delícias encontradas no Complexo do Caraça, que fica a 40 minutos do local, e de preciosidades, como artigos religiosos e livros, dando a possibilidade de os visitantes levarem para casa uma lembrança especial do destino turístico. Além disso, o novo ponto comercial fomentará a economia, já que a partir dele mais empregos serão gerados na região.

O gerente geral do Santuário do Caraça, Márcio Mol destaca que o novo empório é uma extensão do que o visitante encontra na lojinha do destino turístico. "Os clientes vão poder adquirir mercadorias variadas, como, doces, geleias, pães, biscoitos artesanais, queijo e a cerveja do Caraça. Além das delícias da gastronomia, teremos um mix de produtos diferenciados e bem interessantes, como, artigos religiosos, velas, terços, pelúcia do Lobo Guará, camisas, chaveiros, imãs e livros sobre o Santuário do Caraça. É uma oportunidade de levar para casa as nossas lembranças", revela.

Segundo o gerente geral do Caraça, outro ponto importante da parceria com a Prefeitura de Santa Bárbara, está na questão do giro na economia local, já que, atraindo mais turistas, mais empregos serão criados. "Por meio do termo de colaboração entre o Santuário do Caraça e a Prefeitura, estamos criando um leque para que mais turistas venham curtir a região e possam conhecer tudo que o empório do Museu Antoniano pode oferecer. Com essa novidade, movimentaremos a economia local, já que ajudamos a valorizar os produtos que são da terra e ao mesmo tempo, damos um apoio na geração de mais empregos para os moradores que estão procurando uma oportunidade. Uma loja que vai agradar residentes e turistas que vierem passear na região", conclui Márcio Mol.

Santuário do Caraça

O complexo é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e Estadual e conta com um amplo Conjunto Arquitetônico onde estão a primeira igreja de estilo neogótico do Brasil, o prédio do antigo Colégio (hoje Museu e Biblioteca), o hotel com 57 apartamentos e quartos, com capacidade para até 230 pessoas, e a Fazenda do Engenho, com 26 apartamentos. O local possui enorme diversidade de fauna e flora, com raridades de animais e plantas no meio ambiente. Na ampla diversidade de sua fauna, há 386 espécies de aves, 42 espécies de répteis, 12 espécies de peixes e 76 espécies de mamíferos.

O clima tem baixas temperaturas e elevada umidade do ar, comuns em ambientes de mata. O território do Complexo do Caraça integra a Área de Proteção Ambiental ao Sul da Região Metropolitana de BH, onde começam duas grandes bacias hidrográficas, a do rio São Francisco e a do rio Doce, que abastecem aproximadamente 70% da população de Belo Horizonte e 50% da população de sua região metropolitana.

Com mais de 12.000 hectares, a Reserva Particular do Patrimônio Natural Santuário do Caraça faz parte de duas importantes reservas ecológicas, as Reservas da Biosfera da Serra do Espinhaço Sul e a da Mata Atlântica, onde há diversas espécies de flora e fauna, algumas encontradas somente no Complexo do Santuário do Caraça, que fica na transição entre Mata Atlântica e Cerrado, onde também há campos rupestres. Em suas serras há nascentes, ribeirões e lagos que possuem águas de coloração escura, que carreiam material orgânico em suspensão.

A RPPN foi reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, no ano de 1955, quando passou a fazer parte do rol de bens tombados pela União. Também integra a área destinada às Reservas da Biosfera da Serra do Espinhaço e da Mata Atlântica, reconhecidas pela UNESCO em 2005.

O passado histórico da RPPN – Santuário do Caraça é peculiar, pois uma área excepcional de 12.403 hectares foi mantida em posse de apenas dois proprietários, o Irmão Lourenço de Nossa Senhora e a Congregação da Missão, por mais de 240 anos. A área da Reserva foi constituída pela fusão de quatro propriedades: a original, adquirida pelo Irmão Lourenço por volta de 1770, na qual se acham as edificações principais do Caraça; a Fazenda da Chácara, comprada em 1823, cuja antiga sede não mais existe e que foi, durante muito tempo, o celeiro do Colégio, no antigo caminho de Catas Altas; a Fazenda do Engenho, comprada em 1858, localizada nas proximidades da Portaria de acesso à Reserva; e a Fazenda do Capivari, doada pelo Coronel Manoel Pedro Cotta e por sua esposa, que, por não terem descendentes, legaram sua propriedade ao Caraça em 1870.

Hoje, turistas de todo o mundo visitam o Santuário do Caraça anualmente, seja para momento de descanso, lazer ou pesquisa ambiental e contato com a religiosidade. O local é reconhecido pela sua hospitalidade, tanto que já recebeu por duas vezes, em 2020 e 2021, o selo Traveller Review Awards, da Booking.com, que premia os hotéis mais bem avaliados pelos viajantes de todo o planeta, além da chancela Travellers' Choice 2020, do Tripadvisor, que destaca as avaliações positivas dos visitantes que passaram pelo destino turístico.

Conheça o Empório no Museu Antoniano: R. Arlindo Ayres, 304 - 328, Santa Bárbara, MG.

Site: www.santuariodocaraca.com.br

Reservas: centraldereservas@santuariodocaraca.com.br

Instagram: @santuariodocaraca 

Facebook: www.facebook.com/santuariocaraca/


Postar um comentário

0 Comentários