Professor da UFSB relata resultados positivos em teste feito por pessoas de uma unidade prisional

 


Professor da UFSB relata resultados positivos  em teste feito por pessoas de uma unidade prisional

Após propor um texto livre sobre seu conteúdo ministrado, Felipe de Paula, professor da UFSB (Universidade Federal do Sul da Bahia), deixou seu relato sobre o teste que envolvia uma questão motivadora, “como a presença da arte e da comunicação na sociedade contemporânea influencia nossos valores”.

Na dinâmica remota e com consulta, metade da turma era composta por pessoas em privação de liberdade da unidade prisional de Itabuna e na hora de corrigir, o professor obteve um resultado que relatou surpreendente.

“O resultado da turma foi excelente, principalmente das pessoas da unidade prisional, os textos bem elaborados e escritos com muita profundidade e reflexão, um espaço até de desabafo, de demonstrar emoção, afetividade e uma preocupação com a relação que as pessoas estabelecem nessa modernidade que esfria tanto as pessoas em uma realidade mais distanciada pelas mídias”, explicou o professor.

Eduardo Fialho, presidente do SEMPRE – Sindicato Nacional das Empresas Especializadas na Prestação de Serviços em Presídios e em Unidades Socioeducativas, conta que, “o processo de ressocialização é um caminho crucial para interromper o ciclo de violência criminal. Nas unidades prisionais administradas em regime de cogestão existem exemplos de recuperação, formação e reinserção efetiva dessas pessoas na sociedade, e esses resultados podem e devem ser ampliados.”.

A educação é uma oportunidade de traçar uma nova trajetória, que possibilita o desenvolvimento, crescimento e a manifestação da intelectualidade, de opiniões e ideias, trazendo uma nova forma de enxergar o mundo.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem